<$BlogRSDURL$>
Mentes Férteis
7.20.2004
 
As férias estão me matando, estou me tornando um cadáver inútil que nem pra pensar serve.
Mas hoje fiz um esforço e consegui criar alguma coisa, que por sorte, é bem mais interessante que qualquer teoria conspiratória sem sentido (eu devia parar com isso).
Fiz uma poesia que retrata um jeito bem estranho, porém sincero, de ter amigos: O meu jeito.

Abutre Amigo

Olha-me e me vê te observando,
frio, inexpressivo, impassível.
E o que pensavas, por seus olhos vi:
"Se gostas de mim,
por que ao menos não sorri?"

E eu continuava a te observar,
Estático, sem demonstar nem mesmo "tara".
E percbi que então pensavas:
"Se não gostas de mim,
por que simplesmente não vira a cara?"

Por isso peço desculpas,
por minha indiferença,
por não sorrir contigo.
Mas quando precisasares
poderá contar comigo.

Minha amizade não é provada
por abraços calorosos
ou palavras carinhosas,
mas somente em desgraças
por atitudes corajosas.
 
7.05.2004
 
Provavelmente vou ficar sem postar até sábado a noite. O motivo? Estou tentando ganhar uma camiseta dos Malvados.

Se eu ganhar domingo eu aviso aqui...
 
7.04.2004
 
Tic-tac

Eu não tenho medo da morte. Na verdade, tenho até uma certa curiosidade de saber como é morrer, mas prefiro deixar pra descobrir isso na hora certa. Essa minha curiosidade a respeito das coisas é, aliás, a principal responsável pelo meu maior medo: o medo do tempo.
Quando ando nas ruas e vejo as pessoas passando, tenho vontade de conhecer aquelas pessoas, saber quem são elas, de onde estão vindo, pra onde vão, por que vão pra lá, e etc. Ao pensar a respeito de uma carreira para seguir, tenho vontade de escolher todas, saber fazer tudo. Tenho vontade de ler todos os livros que já foram escritos, conhecer tudo que se há para conhecer, fazer tudo que há para fazer. O problema é que não dá tempo, e isso é aterrorizante. Saber que eu só tenho uma vida, e que é nesse pequeno intervalo de tempo que tenho que tentar fazer o máximo de coisas possíveis, sem tempo de corrigir os erros, sem tempo de comemorar os acertos.
Saber que cada minuto que eu perco dormindo, escovando os dentes, comendo, escrevendo no meu blog, é um minuto a menos neste incrível mundo, é um lugar a menos que eu posso conhecer, é uma amizade a menos que eu posso fazer. O tempo não pára, e eu fico aqui, parado, olhando ele passar. Estagnado, estupefato, estarrecido. Ouvindo o tic-tac do relógio, sem ligar o despertador.
 
7.01.2004
 
Balloon Duel

Você sofre de tédio, vagabundagem crônica, falta do que fazer? Pois agora seus problemas acabaram. Vá jogar Balloon Duel:



O jogo é uma reedição de Balloon Fight, jogo do NES(também conhecido como Nintendinho) de 1984. Se você é preguiçoso demais para ir no Practice, eu ensino os comandos:
Insert-bate os braços pra ganhar altitude.
Delete-Usa o seu poder especial, comprado clicando em Balloons & Acc.
<- e -> movimentam seu bonequinho. Devem ser pressionados enquanto você bate os braços.
O objetivo do jogo é destruir os balões do seu adversário 5 vezes antes que ele faça isso com você. Outra coisa legal é que você mexe em tudo, dá até pra tocar as suas mp3 durante o jogo. Este recurso eu não testei devido à lentidão computadorística aqui de casa, mas parece ser bem interessante. Bom, é isso, façam bom proveito.
 

MERDA SECA
Maio 2004 / Junho 2004 / Julho 2004 / Agosto 2004 / Setembro 2004 / Outubro 2004 / Novembro 2004 / Dezembro 2004 / Janeiro 2005 / Fevereiro 2005 / Março 2005 / Abril 2005 / Maio 2005 / Junho 2005 / Julho 2005 / Agosto 2005 / Setembro 2005 / Outubro 2005 / Novembro 2005 / Dezembro 2005 / Janeiro 2006 / Fevereiro 2006 / Março 2006 / Abril 2006 / Maio 2006 / Julho 2006 / Agosto 2006 / Janeiro 2007 /



Powered by Blogger
Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Letras de Música




by letras.mus.br


Cifras e Tabs




by Cifra Club